Se pudesse dizer adeus amor eu diria

Estou deixando você ir, aos poucos deixo que mais um pedaço seu se desenlace do meu coração. Com essas deslembranças eu vejo o tempo todo o tempo que passamos juntos. Em breve é seu aniversário que eu nunca esqueceria o dia, mas vou deixar em branco no meu novo calendário. Vou deixando assim o tempo cobrir todo esse outro tempo que estava aprisionado em mim, dessa vez você vai sem dor, dessa vez é tudo com muito amor.

Amor próprio principalmente eu tive que me amar muito para te deixar partir, quando você chegou eu não esperava por ti, e enquanto você parte também não espero esquece-lo completamente. Só espero não dormir e acordar com você na minha mente. Obrigada pela companhia foi boa toda a sua estadia, mas agora meu coração clama que quer ver surgir um novo dia. Um dia em que eu diria que foi boa a sua companhia mas é hora de me aventurar novamente sem você na minha mente.

Não sei por quantos lugares ainda o tenho na mente, no coração, nos sonhos, na intenção, são muitos os lugares dos quais você fez parte, mas agora antes que seja muito tarde abro todas as portas e deixo que essa paixão passe sem grandes alardes. O amor não. O amor fica de lembrança dos dias em que enrolei minhas mãos no seu cabelo e te amei assim cheia de zelo. O amor fica por todos os olhares que trocamos e os abraços que nos fizeram ter tantos laços um com o outro. O amor fica da noite em que dormimos juntos e você foi o meu cobertor e o meu travesseiro. O amor fica por tudo que não dissemos, e por todo o tempo que estivemos juntos e plenos. O amor fica com o seu rosto e uma saudade. Porque já estamos velhos demais para amores só platônicos. E porque já somos sábios demais para seguir adiante sem correspondência. Amor não correspondido dói mais que dor de dente ou de ouvido.

Mas já somos grandes demais para saber que mesmo em meio a amores que ficam pra trás restam os vestígios das amizades que se reencontram dias mais tarde e sabem que aquele é um rosto amigo com quem podemos contar pela eternidade. O amor, todo o amor que te dei, é seu para sempre. E o amor que me destes não foi pouco nem se acabou. Esse amor no meu coração ficará, como o remendo daquela parte que lhe faltava.

Hoje é verão, venha lá fora com o prenuncio da chuva, aquela que vem e lava a alma e leva tudo que fica em seu caminho. Você sai hoje de mim como uma brisa leve de fim de tarde. Parte dessa vez com a compreensão e o carinho e dessa vez espero que não voltes mais, mas se nos encontrarmos qualquer dia perdidos pela cidade espero que tu vejas em meu olhar que em mim tudo que deixastes foi saudades. O amor venceu no fim e te deixei partir assim como o deixei surgir num dia inesperado.

O amor foi o que ficou depois de tantas idas e vindas de tantos beijos apressados de tantos desencontros o amor foi tudo o que restou de nós em mim. O amor que senti por ti o que soube dividir e o que por qualquer razão ficou ainda guardado  em mim. O amor com que o tive é esse amor que me dá forças para seguir adiante. Certo de que tal amor nunca será o mesmo novamente. Porque você esteve dia e noite na minha mente e no meu coração. Mas esse amor agora é todo seu e só seu.

Como dizer isso sem ser clichê? Como dizer o quanto eu amo e amei você como me despedir de alguém que está tão presente dentro de mim? Como dizer para você adeus se para mim é como se tivéssemos acabado de nos conhecer. Você estará na minha história como a boa memoria de uma época estranha.

Adeus, au revoir mon amour, “até amanhã se Deus quiser, se não chover eu volto pra te ver o mulher…” Para se despedir de um grande amor é preciso o que? Como se despedir de um grande amor sem sofrer?

Vou deixa-lo partir agora, por favor meu bem se vá sem demora não olharei em teus olhos uma ultima vez, porque sei que seu olhar me fisgaria e eu teria de ficar outra vez.